Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2011

Política numa sociedade pobre

 

 

Hoje em dia, maior parte da sociedade vive no sistema político democrático. Como sabemos este é um sistema político completamente aberto, onde o povo tem a liberdade de escolher os seus governantes. Infelizmente existe alguns sítios onde a democracia é fantasmagórica, lugares reinam a pobreza. Isto porque, o povo tem o direito à votar mas não a liberdade para fazer as suas escolhas. Pessoas que vivem abaixo do linear da pobreza, são facilmente levados a contrariar os seus ideais em troca de piquemos favores profissionais, sacos de cimentos ou outras matérias de construção civil. É isso que eu vejo acontecer todos os dias.

 

 

A grande maioria daquelas pessoas que estão envolvidos no poder convivem com a democracia mas, não são verdadeiros democráticos. No meio em que estamos inseridos não é fácil dizer isso, mas tem de ser dito. Um político que se encontra inserido nos órgãos governativos há mais de 30 anos, embora com algumas alterações no cargo não pode ser considerado de maneira algum democrata. Se for assim aonde é que fica as novas gerações? Pessoas com pensamentos modernos, que pode ser benéfico para o país. São todos presos políticos. É certo que não estão numa prisão, mas não possuem liberdade de desenvolver os seus ideais, por várias razões, mas eu quero destacar dois em particular: os partidos actuais não abrem para os jovens e depois a sociedade não permite a criação de uma grande nova força política que consegui competir com aos tradicionais. E na eventualidade de isso acontecer, os tampões políticos actuam de imediatamente afogando os evolucionistas. Prejudicando-os a nível profissional, social e as vezes até familiar.

 

Digo que a democracia é fantoche, mais ainda sou um amante da democracia e acredito que num futuro longínqua todos os povos vão viver na democracia. Existe leis, mas muitas vezes não são compridas. Como é permitido que a menos de um mês da eleição é permitido umas seres de inaugurações de obras públicas? Diz-se que é aplicado coimas, e o partido pago e ponto final. Mas isso não chega, quando a lei é violada uma primeira vez paga multa, ao violar uma segunda o castigo tem que ser mas severo (excluir o partido de participar nas eleições no circulo eleitoral). Se não for assim, a eleição será injusta para com aquele que não estavam a governar e consequentemente não tem nada para inaugurar. Mais injusto ainda para os partidos pequenos que não tem nem se quer o dinheiro para pagar as ditas coimas.

Publicado por IlidioPina às 16:25
Link do post | Comentar | favorito

ILÍDIO DE PINA, Engenheiro Químico, Professor De Física

Pesquisar neste blog

 

Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Posts recentes

A desculpa do desrespeito...

Construção do "Novo" Lice...

Sobre a falta de valores ...

Sobre o Funcionamento do ...

Coligação política após o...

Arquivos

Dezembro 2014

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Janeiro 2012

Maio 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Agosto 2009

Julho 2009

Links

blogs SAPO

subscrever feeds